Lembranšas
Perfumes

Os primeiros registros sobre perfumes foram encontrados no oriente, especialmente no Egito e datam de aproximadamente 3.000 anos antes de Cristo. Os egípcios se especializaram nessa arte e a propagaram pelo
mundo.
Os primeiros perfumes eram feitos de ervas e flores aromáticas, misturadas com azeite.
Hoje, grandes indústrias se dedicam a fabricação deste que se tornou gênero de primeira necessidade e são feitos com alta tecnologia, lembrando muito pouco a forma artesanal em que eram fabricados nos
tempos antigos. Usado desde a antiguidade como arma de sedução e objeto de desejo, hoje é um item indispensável no nosso dia a dia.
Agora vamos lembrar alguns dos perfumes que marcaram os anos 80.




Nacionais

Acqua Fresca (Boticário) - possui uma fragrância cítrica que combina suavidade e frescor que lembra uma agradável manhã de primavera. Preferido das mulheres acima dos 20 anos, virou febre por volta de 1986.

Giovanna Baby (Giovanna Baby) - O perfume que iria encantar por muitas gerações, tinha originalmente notas de alecrim, lavanda, rosa, gerânio, sândalo, musk e baunilha. Uma curiosidade, sem muito capital para fazer publicidade e divulgar a marca, a dona da boutique Giovanna Kupfer e um funcionário derramaram com conchas para sopa, litros do perfume pelas calçadas do bairro de madrugada e quando o sol começou a brilhar, toda a região dos Jardins acordou inebriada com o perfume.

Curiosos, todos seguiram o cheiro até a boutique. O perfume logo se tornou febre nacional concorrendo diretamente com a gigante Johnson & Johnson.

Thaty (Boticário) - Thaty é uma fragrância fresca e versátil. A agradável predominância das notas de lavanda, combinadas a toques de eucalipto, gerânio e musk.
Queridinho das adolescentes, era presença garantida nas baladas e um dos presentes mais cobiçados na época.

Styletto (Boticário) - Fragrância autêntica, que transmite elegância e altivez com esportividade. Esse era quase que um uniforme para os garotos!!!! Era considerado moderno e sofisticado, pois foi um dos primeiros perfumes nacionais que se assemelhavam muito aos importados.

Água de Colônia Vereda Tropical (Davene)- Lançamento impulsionado pelo sucesso da novela, foi febre entre 1984 e 1987.

Colônia Contouré (Niasi) – Sucesso dos anos 80, uma linha com diversas fragrâncias, popular e bem em conta.

Sr. N (Natura) – Perfume cítrico que caiu no gosto popular por ser uma fragrância máscula e marcante.



Importados

Denim Cologne – Uma linha de perfumes e loções pós-barba, com várias fragrâncias. Mesmo sendo importado era muito popular. Era vendido até em farmácias.

Patchoully – Perfume feito à base de óleos extraídos de um pequeno arbusto de mesmo nome, natural das Filipinas. Dizem ter propriedades afrodisíacas, extremamente sensual e misterioso.

Almiscar Selvagem – Criado nos anos 70 e ainda moda nos anos 80, com uma fragrância marcante e inconfundível, era vendido em um pequeno frasco, pois bastavam poucas gotas do seu óleo para marcar presença.
Polêmico, pois vários ambientalistas criticavam o modo com que o mesmo era produzido, já que a essência era extraída de forma torturante de um animal ainda vivo. Polêmicas à parte, foi um grande sucesso até no final dos anos 80.

Giorgio (Beverly Hills) – Lançado em 1981 com notas de rosa, jasmim, gardênia, flor de laranjeira, patchouli, sândalo e camomila. Era misterioso e sofisticado, virou mania nas classes sociais mais elevadas.

Paris (Yves Saint Laurent) – Criado em meados dos anos 80 com notas de pétalas de rosa, flor de laranjeira, mimosa, acássia, bergamota, jacinto, violetas, jasmim, orris, ylang ylang, lírio do vale entre outras. Um floral extremamente intenso e exagerado que faz sucesso até hoje.

Poison (Dior) - com notas de anis, pau rosa, rosa, tuberosa, mel, canela, flor de laranjeira, opoponax, ameixa, cilantro e outras.
Poison foi um perfume muito controverso, pois seu nome, traduzido do inglês, significa “Veneno”. O apelo sexual era muito forte. Era uma relação de amor e ódio numa só fragrância. Sucesso absoluto!

Opium (Yves Saint Laurent) - Oriental fresco, para homens sensuais e misteriosos. Suas notas combinam baunilha, groselha preta, cedro, patchouli, almíscar e sândalo. Sua versão feminina também fez muito sucesso por suas notas orientais.

Azzaro
(Azzaro) - Um dos mais conhecidos perfumes importados, Azzaro é ainda um dos líderes de vendas no Brasil. Clássico amadeirado, inspirou vários outros perfumes masculinos nacionais e importados. Esse era o perfume predileto dos “Boys” da época, aqueles que andavam pelo shopping com o toca fita na mão e cardigans pendurados nas costas. A cara dos anos 80!!!!

Estes são só alguns dos perfumes mais famosos da época, em breve, mataremos saudades de vários outros!!!!
Até mais!!!!

Ivana Fevereiro