Lembranšas
Nas Bancas - Revistas dos anos 80 - Parte I




Nos anos 80 não era tão fácil se obter informações como nos dias de hoje em que para saber mais sobre um determinado assunto basta se sentar na frente de um computador ou ate mesmo acessar o celular e ter tudo que se precisa ao alcance dos seus olhos. Antes não, ou você assistia televisão ou corria ate uma banca de jornal para se manter mais informado.

Como são muitas as revistas que encontrávamos nas bancas nos anos 80, vamos começar hoje uma série onde iremos falar um pouquinho sobre cada revista separadas por gêneros.

Revista Capricho – Criada em 1952 por Victor Civita a revista Capricho foi o primeiro titulo da Editora Abril e a primeira revista feminina do Brasil.

Inicialmente a Capricho era uma revista de fotonovelas, historias de amor contadas com fotos em formato de historias em quadrinhos, e aos poucos ela começou a falar de moda, beleza e comportamento.

Em 1982 a revista que era mensal muda o seu publico alvo e passa a se focar nas leitoras mais jovens de 15 a 19 anos, a fotonovela sai da revista e em seu lugar entram matérias sobre beleza, comportamento e moda, em 1985 ela se firma no mercado como uma revista para adolescentes com o slogan “A revista da Gatinha”.

Só modelos figuravam em suas capas e com o passar dos anos mais no começo da década de 90, sair na capa da revista Capricho era sinônimo de sucesso na carreira de modelo, Ana Paula Arósio, Gisele Bundchen e Luana Piovani foram umas das modelos que deram um grande ponta pé inicial em suas carreiras pelo fato de serem as garotas da capa da Capricho.


Revista Contigo – Voltada especialmente para o publico feminino a revista Contigo chegou às bancas em 1963, o foco da publicação era trazer para as donas de casa tudo o que acontecia com os famosos dentro e fora das telenovelas.


O sucesso da revista era tanto que em apenas quatro meses após sua primeira publicação a editora investiu em uma publicação semanal, suas capas sempre vinham com imagens feitas espontaneamente principalmente com flagras feitos de celebridades e artistas da música em seu dia a dia, nos dias atuais a revista contigo já reformulada tem seu foco voltado para o jornalismo de entretenimento.

O Seu Guia Astral – Criada em 1985 pelo famoso astrólogo João Carlos de Almeida mais conhecido como “João Bidu” esta revista foi um enorme sucesso na época e até hoje esta publicação vende mais de quatro milhões de exemplares mensalmente, os assuntos abordados nesta revista iam de previsões astrológicas e simpatias ate “como apimentar sua relação”.

Revista Amiga – A revista Amiga tinha como seu principal foco as telenovelas e a vida dos famosos, mas por ser uma revista que se enquadrava no gênero de revista de fofocas ela sempre estampava nas capas chamadas sensacionalistas usando o nome verdadeiro dos artistas e não os nomes de seus personagens como, por exemplo: “Beth Farias descobre traição de Claudio Marzo”.

De todas estas revistas femininas que eu citei acima a única que não continuou com suas atividades ate os dias de hoje foi a revista “Amiga” as outras citadas se mantém no mercado editorial “firmes e fortes” ate os dias atuais mesmo tendo que concorrer com as facilidades do mundo virtual.





 

Nanda Ramona