Lembranšas
Rock in Rio - 1985

Antes da realização da primeira edição do festival Rock In Rio, podíamos contar nos dedos as bandas e artistas internacionais que estiveram em nosso país. Tivemos o cantor Alice Cooper, que se apresentou por aqui ainda nos anos 70. Depois tivemos o cantor Frank Sinatra, que fez um show no estádio do Maracanã em 1980 que na época teve recorde de público. No inicio dos anos 80, as coisas começaram a mudar um pouco, pois tivemos grandes shows da banda Queen em 1981 e no ano de 1983 tivemos apresentações das bandas Kiss no estádio do Morumbi e do Van Halen no ginásio do Ibirapuera. Tanto o Kiss quanto o Van Halen fizeram shows em outras cidades, além de São Paulo.

Eis que o empresário Roberto Medina, teve a ideia de realizar o primeiro grande festival de música no Brasil que aconteceria em Janeiro de 1985 reunindo nomes internacionais já consagrados e bandas e artistas nacionais também já conhecidos ou que estavam começando a aparecer para o grande público. A primeira edição do festival aconteceu entre os dias 11 e 20 de janeiro de 1985, em um espaço construído especialmente para receber o evento que ficava na Barra da Tijuca e que recebeu o nome de "Cidade do Rock". Na época o Rock in Rio contou com o maior palco já construído até então, com aproximadamente 5 mil metros quadrados, além de contar ainda com uma grande área de alimentação, dois centros médicos e uma infra estrutura para atender aproximadamente 1,5 milhão de pessoas. Após o fim da primeira edição do festival, a "Cidade do Rock" foi demolida por ordem do governador do estado do Rio de Janeiro na época Leonel Brizola.

No começo da década de 80, o mundo da música estava dominado pelo estilo new wave então Roberto Medina conseguiu trazer para o Rock in Rio três grandes representantes do gênero: B-52´s (considerada a banda símbolo máximo da new wave), as meninas do Go-Go´s e a cantora Nina Hagen. Podemos dizer que as três bandas realizaram shows verdadeiramente antológicos, coloridos e com muito gel nos cabelos ditando a moda da época. Agora é impossível falar do primeiro Rock in Rio sem citar com destaque a maior atração do festival que foi a banda Queen, que já estava em sua segunda passagem pelo Brasil. Até hoje o show do Queen no festival é considerado um dos melhores de todos os tempos e olha que a banda nem atravessava sua melhor fase, pois estava promovendo o disco The Works com as músicas Radio Ga-ga e I Want To Break Free, e que continha elementos eletrônicos (algo não muito bem visto na época pelos roqueiros mais tradicionais). Mas verdade seja dita, além da popularidade da banda que estava em alta no Brasil, o vocalista Freddie Mercury comandou o público como um verdadeiro maestro da multidão com destaque para a performance da música Love of My Life, que até hoje emociona e arrepia principalmente na parte em que o público canta e Freddie faz gestos com as mãos e diz no microfone: Beautiful. Quem teve a oportunidade de assistir as apresentações da banda no festival (todas as bandas se apresentaram duas vezes na primeira edição do Rock in Rio, pois o festival apresentava um formato bem diferente das suas edições atuais), pode se considerar um verdadeiro sortudo, pois a banda não voltaria mais para shows no Brasil. E infelizmente o maior e melhor vocalista da história da música nos deixaria no inicio do ano de 1991, vindo a falecer, em decorrência do vírus HIV.

O cantor Rod Stewart tamb ém fez grandes apresentações no festival fazendo a plateia se emocionar e cantar junto um dos seus maiores sucessos: a música Sailing. Do lado nacional, podemos citar as apresentações das bandas Barão Vermelho que ainda contava com Cazuza nos vocais e Os Paralamas do Sucesso, que foi chamado de última hora para o festival e fez uma homenagem as bandas paulistas que ficaram de fora tocando a clássica Inútil da banda Ultraje a Rigor. O festival ainda contou com uma grande leva de bandas e artistas dos mais variados gêneros como: Yes, James Taylor, Kid Abelha, Iron Maiden, AC/DC, Whitesnake (que entrou no lugar do Def Leppard), Scorpions, Blitz, Rita Lee, Ney Matogrosso (que abriu o primeiro dia do festival), entre outros. Na época foi lançado um disco do festival com os grandes sucessos das bandas presentes como Private Idaho do B-52´s e Radio Ga-ga do Queen.

Até hoje o Rock In Rio é criticado, por carregar a palavra Rock no nome e trazer em todas as suas edições bandas de gêneros variados. Mas muita gente não entende que o festival visa sim o lucro e para isso acontecer, precisa trazer nomes que estejam na mídia e que sejam garantia certeira de retorno para que o festival continue acontecendo. Depois do primeiro Rock In Rio, as portas se abriram e o nosso país se tornou rota certeira das grandes bandas da época como The Cure, Bolshoi, Siouxie & The Banshees, New Order, entre outras. Ainda nos anos 80 tivemos a primeira edição de outro grande festival, o Hollywood Rock que aconteceu em São Paulo e Rio de Janeiro, e que trouxe nomes como Duran Duran, Simple Minds, The Pretenders, Simply Red, entre outros.
Iremos abordar em breve a segunda edição do festival que viria a acontecer seis anos mais tarde, em janeiro de 1991 no estádio do Maracanã e que trouxe uma grande leva de bandas e nomes de destaque na época como : INXS, Information Society, a-ha (que teve recorde de público e entrou para o Guiness), Prince, George Michael, Titãs, Billy Idol, Debbie Gibson, Happy Mondays e Capital Inicial. E neste sábado vocês poderão conferir um especial na pista do Autobahn com as bandas que estiveram nas duas primeiras edições do Rock In Rio entre outras bandas como R.E.M. (que esteve na terceira edição do festival) e as bandas Pet Shop Boys e Tears For Fears, que estarão na edição de 2017 do Rock In Rio.



Ronaldo Martins Lima