Lembranšas
Shampoos dos anos 80 - Parte I

O primeiro shampoo, ou melhor, o primeiro detergente liquido especifico para lavar cabelos foi criado em 1890 em um laboratório na Alemanha, mas o invento só chegou às prateleiras três décadas depois, com o fim da primeira guerra mundial. História à parte hoje vamos falar um pouco sobre os shampoos que fizeram literalmente a cabeça dos adultos, jovens e crianças nos anos 80.

No começo dos anos 70 a onda naturalista do movimento Hippie invadiu também a indústria da beleza, cabelos longos, usados soltos ou frisados eram o que faziam sucesso, e justamente por esta onda Hippie estar em alta o negócio então era focar em produtos que remetiam ao naturalismo.

Nos anos 80 o conceito de cosmético natural foi ainda mais reforçado, shampoos a base de mel, alecrim, gérmen de trigo, menta e proteínas da seda invadiram as prateleiras dos mercados, então vamos começar a falar um pouco sobre alguns destes shampoos.

 

- Colorama: Quem não se lembra do jingle clássico “Você se lembra da minha voz? Continua a mesma, mas, os meus cabelos... quanta diferença!” a mulherada ficava louca para ter o shampoo Colorama que mais combinava com o seu tipo de cabelo, ele surgiu nos anos 70, passou pelos anos 80 com muita força, foi se modernizando e até hoje ainda podemos encontra-lo em todos os supermercados e lojas de cosméticos do Brasil.



 

 

 

- Shampoo Darling - Esse eu me lembro muito bem por que usei muito, ele era o queridinho das mulheres porque o seu grande diferencial era um perfume inconfundível que qualquer um poderia sentir de longe,ele deixava um rastro de perfume de flores por onde a gente passava.

 

 

 


Shampoo Vegetal de Brilho: - Foi um dos primeiros grandes sucessos da Natura, lançado em 1985, até hoje muitas pessoas ainda se lembram do perfume que ele deixava nos cabelos, ele era tão bom que a Natura relançou o shampoo nos dias atuais, mas, infelizmente não reproduziram com excelência o famoso perfume que fez o sucesso deste shampoo nos anos 80.


 

 


Shampoonete do Bozo: Nem preciso dizer que toda criança era louca pra ter em seu banheiro um “Shampoonete do Bozo”, não pelo conceito de limpeza, mas pela embalagem que era um boneco do famoso palhaço Bozo rsrsr, e quem não gostava do Bozo nos anos 80? Chamava-se “Shampoonete” porque poderia ser usado como shampoo ou sabonete liquido.

 

 

 


Vital Ervas: Não dá pra dizer ao certo quando foi o ano exato de lançamento deste shampoo, mas eu me lembro muito bem da propaganda dele na televisão em meados dos anos 80, o conceito da propaganda era para que o consumidor se sentisse realmente dentro da floresta amazônica lavando seus cabelos com um produto feito de ervas, tudo muito verde rsrsrs, mas posso dizer com propriedade que embora este produto não tenha tido uma vida longa no mercado brasileiro ele era realmente muito bom,não consigo entender o motivo pelo qual ele não tenha resistido ao tempo como outras marcas que conhecemos até os dias de hoje.

Nanda Ramona