Notorious
Ace of Base - The Sign

 


Contra Capa do CD

Quem não se lembra dessa banda sueca formada na década de 90 por Ulf Ekberg (Buddha), e os irmãos Jonas Berggren (Joker), Malin Sofia Katarina Berggre (Linn) e Jenny Cecilia Berggren. A história começou quando os três irmãos formaram a banda “Tech Noir”, mais tarde Jonas conheceu Ulf e juntos começaram a produzir e compor, criando assim o Ace of Base.


Capa do Single "Don't Turn Around"

Com uma fita demo contendo a memorável canção “All that she wants”, foram para Estocolmo (Suécia) procurar por gravadoras, porém, nenhuma se interessou. Sem desistir do sonho, seguiram rumo a Copenhagen (Dinamarca) e lá conseguiram gravar o primeiro single, o Wheel of Fortune, seguido do famosíssimo “All that she wants”.

The Sign e Don´t turn around também se tornaram sucessos internacionais.

Antes de conquistar o continente americano, a banda teve sucesso na Dinamarca, seguida pela Alemanha, o resto da Europa e Ásia. O primeiro álbum Happy Nation que foi lançado nos Estados Unidos como “The Sign” vendeu 23 milhões de cópias e manteve a marca de ábum de estréia mais vendido no Guiness Book, além de ter ganhado vários prêmios como seis WMA, três Bilboard Awards, três América Music Awards, vários Grammy Awards da Europa e duas nomeações ao Grammy.


Capa do Single de "Living in Danger"

Algumas Faixas

“All that she wants”
Foi o grande hit da banda e foi produzido por Dennis Popis. A música mostra um pouco da cultura Escandinava, devido a localização geográfica do país que está situado ao norte da Europa. Os suecos enfrentam rigorosos invernos com noites bem longas e dias bem curtos com uma baixíssima claridade. A letra fala de uma linda manhã ensolarada, a qual não é para se trabalhar e sim para “pegar um sol”. Quando o verão chega, os países daquela região (Noruega, Dinamarca e Suécia) se transformam, com dias bem longos e períodos com somente algumas horas de escuridão, muitos lugares a noite não chega, a claridade do dia é de 24 horas e assim o famoso sol da meia noite pode ser visto. Curiosidade a parte, o fato é que não tem como não dançar ao ouvir esse hit. É contagiante!

FICHA

"Ace of Base - The Sign"
Data de Lançamento:
1993
Número de Faixas: 12
Estilo: Pop/Flash House/90's
Tempo Aproximado: 65 minutos

Faixa-a-Faixa:

01. All That She Wants 3:34
02. Don't Turn Around 3:51
03. Young And Proud 3:56
04. The Sign 3:12
05. Living In Danger 3:43
06. Dancer In A Daydream 3:39
07. Wheel Of Fortune 3:54
08. Waiting For Magic (Total Remix 7") 3:53
09. Happy Nation 4:16
10. Voulez-Vous Danser 3:20
11. My Mind (Mindless Mix) 4:11
12. All That She Wants (Banghra Version) 4:14

Capa [Direção de arte] - Susan Mendola
Letras - Joker, Buddha
Musicas - Joker (faixas: 1, 3 to 12) , Buddha (faixas: 1, 3, 5 to 12)
Cabelos - Michael Bindefeld
Maquiagem [Make-up] - Thomas Lenneryd
Fotografia [Banda] - Thomas Ericksson
Fotografia [Imagens] - Masatoshi Makino
Produção - (faixas: 1, 4, 12) , Joker (faixas: 1, 3, 4, 6, 7, 9 to 12) , Buddha (faixas: 1, 3, 6 to 12)
Vocais - Jenny (faixas: 2, 4, 5, 7, 8, 10, 11) , Joker (faixas: 1, 4, 8, 9, 12) , Linn (faixas: 1 to 10, 12) , Buddha (faixas: 1, 2, 5, 7 to 9, 11, 12)

Gravadora: Arista

"Don´t turn around”
Música popular composta por Diane Warren e Albert Hammond. Foi originalmente gravada pela cantora Tina Turner, mas, para espanto, lançada como b-side do single ”Typical Male” em 1986. Vários artistas a regravaram e em 1994, o Ace of Base conseguiu ficar na quarta posição na Bilboard Hot 100 e em quinto lugar nas rádios inglesas. Lembra a “batida” de “All that she wants”, mais uma vez o grupo escandinavo colocou a pista pra dançar.


Arte do CD

“Happy Nation”
Outra música que marcou a década de 90 e traz algo diferente em seus quatro primeiros versos é a canção ”Happy Nation”, com as seguintes frases em latim:
Laudate omnes gentes laudate
Louvem, todas as pessoas louvem
Magnificat in secula
O supremo de todos os tempos
Et anima mea laudate
e louvem meu espírito
Magnificat in secula
o supremo de todos os tempos

A música fala a respeito de uma nação feliz, onde os povos se entendem e sonham com o ser humano perfeito, situação essa que leva a doce salvação para os povos, para o bem e para a fraternidade humana. Fala também que estamos viajando pelo tempo, o que irá durar será as nossas idéias, o que aprendemos com o passado e que nenhum homem está apto a governar o mundo sozinho. O ritmo nos remete a algo misterioso, o que “casa” perfeitamente com os quatro primeiros versos em latim, por não ser um idioma comum como o inglês, espanhol, italiano, etc.

"Living in danger"
Apesar de ser uma música alegre e dançante, sua letra traz certo romantismo e é também filosófica, pois menciona a insatisfação constante que é intrínseca ao ser humano e a falta de confiança em nossas relações.

"The Sign"
A faixa que possui o mesmo nome do álbum conquistou as paradas de sucesso com sua batida dance-pop e se transformou num hit internacional, atingindo a segunda posição no Reino Unido e permanecendo seis semanas consecutivas com o primeiro lugar na Bilboard Hot 100. De um modo geral sua letra fala de sinais que temos em nossa vida e que nos levam as grandes descobertas. Outro hit super dançante e alegre assim como sua letra.

"Waiting for Magic"
Traz em seu videoclipe o conto de fadas “Branca de neve e os sete anões”. A personagem Branca de Neve é utilizada como uma alegoria que retrata o amor romântico, a espera pela pessoa ideal representada pelo príncipe. O ritmo “foge” um pouco das outras canções, pois além de trazer o ritmo pop-dance, podemos ouvir algo da música eletrônica.

Lilian Rudolf