Notorious
Duran Duran - Big Thing


Contra Capa do Vinil


Algumas músicas como “All She Wants is”, tem uma pegada totalmente Free style, muito diferente do New Romantic que estávamos acostumados. Neste álbum também podemos encontrar muitas contradições de estilos, que na época, chegou a dividir as opiniões dos fãs! (aqueles fãs que vem acompanhando a banda desde o primeiro álbum, em 1981!).

Vamos encontrar também um som perfeito para quem gosta de fazer passinhos dançando House Music: “I Don´t Want Your Love” é perfeita prá isso.


Lado A da Versão Vinil

A contradição aparece na parte dos sons mais românticos, das baladas, como “Too Late Marlene” (que é uma expressão usada, quando um casal chega ao fim da linha, e um deles diz: É tarde demais...!), assim como em “Palomino” e “Do You Believe in Shame?”.


Capa do Single de I Don't Want Your Love

Neste álbum , pela primeira vez a banda resolveu dedicar o álbum a alguém. Os homenageados foram: Alex Sadkin, que morreu em um acidente de carro em 1987, Andy Warhol, que morreu em 1987 também, e David Miles, amigo de infância de Simon Le Bom, que morreu de overdose durante a criação deste álbum.

FICHA

Duran Duran - Big Thing
Data de Lançamento:
1988
Número de Faixas: 12
Estilo: Pop/Freestyle
Tempo Aproximado: 45 minutos

Faixa-a-Faixa:

01. Big Thing 3:40
02. I Don't Want Your Love 4:06
03. All She Wants Is 4:36
04. Too Late Marlene 5:07
05. Drug (It's A State Of Mind) 4:36
06. Do You Believe In Shame? 4:22
07. Palamino 5:19
08. Interlude One 0:32
09. Land 6:12
10. Flute Interlude 0:32
11. The Edge Of America 2:37
12. Lake Shore Driving 3:04

Design de Capa - Hans Arnold
Backing Vocals - Carole Fredericks
Bateria - Steve Ferrone
Engenheiro de Som - Danny Mormando , Dave Way , Jean Loup Morette
Guitarra - Warren Cuccurullo
Teclados [Adicionais] - Jonathan Elias
Masterizado por - Ted Jensen
Mixado por - Daniel Abraham
Percussão - Marc Chantereau
Fotografia - Virginia Liberatore
Produção - Daniel Abraham , Duran Duran , Jonathan Elias
Gravado por - Daniel Abraham

Gravadora: EMI

Outra coisa particular deste álbum da Banda, são os 2 Interludes – tipo de música que serve como um intervalo, ou uma preparação para outra coisa que está por vir. Mas, vamos falar das Songs:

Faixa - a - Faixa

1. "Big Thing" – Na minha opinião, essa música é um grande Funk, e foi um Choque ter esta mpusica tão diferente como abertura do álbum, e a música título do álbum. Uma grande surpresa, a princípio “Estranha”. Mas, um Funk de qualidade.

2. "I Don't Want Your Love" – Esta foi a música que fez mais sucesso nas rádios aqui do Brasil, e com certeza, nas pistas também.

3. "All She Wants Is" – Outro som de sucesso, e como já falei aí em cima, um som totalmente Freestyle..

4. "Too Late Marlene" – Uma balada linda, com todo o perfil do Duran Duran, além da letra ter uma ótima mensagem.

6. "Do You Believe In Shame?" – Essa música também é linda, e a letra também. Acho uma das mais bonitas do álbum. Sem contar que o clipe também ficou lindo.

7. "Palomino" – Um balada linda que foi pouco explorada pelas rádios. Com vários sons diferentes tirados dos teclados maravilhosos de Mr. Rhodes.


Capa do Single de All She Wants Is

8. "Interlude One" – Como citei acima, é um intervalo, assim como era usado em óperas nos séculos passados.

9. "Land" – Outra balada pouco conhecida, e que vale muito a pena. Essa é uma daquelas músicas que tem a marca registrada do Duran.

10. "Flute Interlude" – 2º. Intervalo

11. "The Edge Of America" – Esta tem o estilo de algumas músicas que surgiram no álbum anterior a este, o Notorious. Dá prá perceber nos acordes e no refrão da música. A parte instrumental da música também dá um toque bem diferente.


Capa do Single de Too Late Marlene

12. "Lake Shore Driving" – Este som tb tem a pega free syle, e dá prá rolar na pista e dançar fazendo vários passinhos! A galera vai curtir, com certeza!

13. "Drug (Daniel Abraham Mix)" – Remix da Drug, que aparece na versão Inglesa deste álbum.

Singles
1. "I Don't Want Your Love" (Setembro de 1988) (#14 GBR, #4 EUA)
2. "All She Wants Is" (Dezembro de 1988) (#9 GBR, #22 EUA)
3. "Do You Believe In Shame?" (Abril de 1989) (#30 GBR, #72 EUA)


Paully