Notorious
Dead Kennedy's - Fresh Fruit for Rotting Vegetables

 


É o álbum de estreia de uma das bandas punks mais influentes da história, este álbum é tido com um clássico não só do punk americano, mas também mundial.

Foi lançado em 02 de Setembro de 1980 pelo selo Cherry Red Records no Reino Unido e posteriormente nos EUA pelo próprio selo de Jello Biafra O Alternative Tentacles.

Citarei agora apenas as principais faixas deste álbum, aquelas com conteúdos que realmente entraram para a história da música com suas letras extremamente politizadas.

A pancadaria começa com “KILL THE POOR” que é uma sátira com a elite que não se importa nem um pouco em exterminar as classes mais pobres, utilizando uma bomba de nêutrons que é uma arma capaz apenas de exterminar pessoas, mas que deixa todos os edifícios intactos, o presidente Reagan foi eleito no mesmo ano de lançamento desta musica e estava claro que as politicas econômicas propostas por ele ajudavam somente os ricos.

FICHA

"Dead Kennedy's - Fresh Fruit for Rotting Vegetables"
Data de Lançamento:
1980
Número de Faixas: 15
Estilo: Punk
Tempo Aproximado: 32 minutos

Faixa-a-Faixa:
Lado A
01. Kill The Poor - 3:01
02. Forward To Death - 1:20
03. When Ya Get Drafted - 1:20
04. Let's Lynch The Landlord - 2:07
05. Drug Me - 1:52
06. Chemical Warfare - 2:50
07. Too Drunk To Fuck

Lado B
01. California Uber Alles - 2:59
02. I Kill Children - 2:00
03. Stealing Peoples' Mail - 1:32
04. Funland At The Beach -1:45
05. Ill In The Head - 2:45
06. Holiday In Cambodia 4:30
07. Viva Las Vegas 2:28

Produtor – Norm


Gravadora: Alternative Tentacles

Na letra podemos perceber que a elite quer se livrar do incomodo que a pobreza causa como: cidades cheias de favelas, milhões de pessoas desempregadas e a alta taxa de criminalidade. Com a eliminação dos pobres eles teriam mais espaços para jogar e a cidade ficaria mais limpa. Quando esta musica foi lançada muitos punks fascistas não entenderam o tom sarcástico da letra e entenderam que os Dead Kennedys eram a favor de eliminar os pobres, Os Kennedys eram completamente contra o fascismo e mesmo assim seus shows começaram a atrair um tipo de publico que eles não gostavam, para eliminar este público neonazista de seus shows eles se rebelaram e mais pra frente lançaram a música "Nazi Punks Fuck Off!”.

CALIFORNIA ÜBER ALLES - o titulo da musica já diz tudo “Califórnia sobre todos” que faz alusão ao Hino nacional da Alemanha "Deutschland, Deutschland über alles.", e mais uma vez lá vem paulada dos Kennedys em cima de algum governante, desta vez ninguém menos que o governador da Califórnia, Jerry Brown que estava com intuito de se lançar a presidência dos EUA.

Com esta letra Jello Biafra estava alertando o povo que se Jerry Brown se tornasse presidente, a América iria se tornar uma Alemanha Nazista. Jerry Brown era visto por Jello como um Hippie-Fascista, Jello canta a música como se fosse o próprio Jerry Brown falando sobre os atos da sua administração, a primeira delas é de chegar ao poder e implantar um regime “Zen-Fascista”.

HOLIDAY IN CAMBODIA – é uma das poucas musicas dos Kennedy's que foi escrita por todos os membros da banda, foi lançada como o segundo single da banda, sua letra satiriza o jovem estudante americano que acha que sabe tudo, que sai com seu carro de cinco mil dólares ouvindo jazz para ostentar estilo, mas, na verdade não sabe como foi e ainda é a real vida dos negros... A letra se refere em especial ao Cambodia porque, Khmer Rouge que era o partido de orientação Stalinista radical do Camboja, impôs um regime totalitário no país durante a segunda metade dos anos 70, depois de vencer um golpe militar, liderados por Pol Pot e alguns “irmãos” eles naufragaram o país com uma ditadura sangrenta que chocou o mundo. Dinheiro foi abolido, os livros foram queimados, a religião foi proibida, a iniciativa privada também foi proibida e por isso os Kennedys convidam o jovem estudante americano a passar um “Feriado no Cambodia” pra ele sentir como é a vida real.

Em Outubro de 1998, Jello foi processado pelos outros membros da manda por impedir que “Holiday in Cambodia” fizesse parte de um comercial de TV da marca Levis justamente, por discordar da forma como os donos destas fabricas multinacionais tratam os seus funcionários. Jello perdeu o processo e foi obrigado a pagar uma indenização aos outros membros da banda pelos direitos da musica..

 

Nanda Ramona