Notorious

Information Society - Hack


Contra capa de " Hack "

Lado A de "Hack"

O Information Society depois de estourar em sucesso no território nacional com o seu segundo álbum e sendo recordista como a banda que mais fez shows por aqui, apresenta o seu segundo álbum, o Hack, que foi lançado em 1990 pela gravadora Stilleto.

O álbum foi muito bem elaborado, e não foi á toa que foi produzido 15 faixas, sendo sete do lado A e oito no lado B.
Assim como anteriormente, analisando esse álbum formalmente, podemos citar inúmeros grupos que influenciaram o Insoc, mas com certeza o mais marcante foi o Depeche Mode, pois os próprios intengrantes em entrevista indicaram a banda como responsável direta pela sua criação e pelo seu estilo musical.

E por falar em estilo e gênero, esse álbum continuou firme na linha house, mantendo a banda como uma das pioneiras do Freestyle, apesar de muito se vê por aí gente denominando o Insoc como uma banda de Synthpop, Flash House e até mais alguns mais empolgados dizendo ser Tecno.

É preciso lembrar das origens e mencionar que o Flash House nasceu do Synth, e o Freestyle faz parte do tão mencionado “Flash House”, assim como o Acid House, New Beat, etc...

O que chamou a atenção nesse álbum foi o uso constante de samplers, que na época estava no auge, e assim colocado todo tipo de som entre as faixas do álbum, bem mais do que os sons de Star Trek, usados no primeiro álbum (que por sinal, chegou a gerar problemas com a Paramount Pictures devido a direitos autorais, e foi solucionado com a liberação do material pelo filho de Leonard Limoy (Spoky)).

 
FICHA

  "Human League - Reproduction "
Data de Lançamento:
1990
15 faixas, 60 minutos, aprox.

Faixa a Faixa:
01 Seek 200 (3:06)
02 How Long (4:05)
03 Think / Wenn Wellen Schwingen (5:05)
04 A Knife And A Fork / R.I.P. (3:21)
05 Now That I Have You (5:03)
06 Fire Tonight (5:39)
07 Can't Slow Down / T.V. Addicts (5:13)
08 Hard Currency (2:33)
09 Move Out / CP Drill KKL (4:33)
10 Mirrorshades / We Don't Take (5:37)
11 Hack 1 / Charlie X (3:31)
12 If Only (4:05)
13 Come With Me (4:22)
14 Slipping Away / Here Is Kazmeyer (4:11)
15 Chemistry (2:13)

Produzido por: Fred Maher, Information Society
Mixado por: Bob Rosa
Engenheiro de Som: Bob Rosa
Fotografia: Janette Beckman
Arte da Capa: Kim Champagne
Gravadora: Tommy Boy

 


Lado B de " Hack "

A primeira música produzida do Hack foi a Think, que por coincidência foi a que mais fez sucesso, e chegou ao Top 30 nos Estados Unidos. E apesar de parecer uma colocação distante, não era, pelo simples fato da banda mesmo sendo de origem americana, não ter a mesma repercussão que no Brasil. Isso aconteceu já no álbum anterior,o que muitos alegam ter havido uma falta de programação e melhor planejamento na divulgação do trabalho, visto também que o mesmo aconteceu no lado europeu.

How Long , pode ser considerado o segundo grande hit do álbum. Com uma letra romântica e um ritmo muito bom para dançar, essa música foi muito aclamada em vários de seus shows e grande destaque em casas noturnas. Seu vídeo clipe era muito reprisado pela MTV ao lado da Think.

E quem pensava que esse álbum não teria nenhuma música lenta que se destacaria assim como Repetition do primeiro álbum, enganou-se.Slipping Away foi uma obra-prima e disparou nas principais rádios da época, chegando até mesmo fazer parte de trilha sonora de uma novela da globo. Pena que só começou a tocar por aqui em 1991.

Come With Me, música que tocou e teve maior destaque em apenas alguns estados na região Norte, Nordeste, e Rio de Janeiro.



Fernando Martinuzzo