Notorious

Madonna - Like a Prayer


Contra Capa de Like a Prayer

“Like A Prayer” , quarto álbum de estúdio lançado pela Madonna em 1989, é considerado pela crítica do mundo inteiro como o melhor de sua carreira.

Reunindo influências de rock, pop, soul e funk e letras mais profundas e totalmente pessoais, o disco retrata o amadurecimento profissional da cantora.

A capa do disco é bem diferente, não aparece o rosto da popstar, somente um close de suas mãos segurando o jeans, que significava sacrilégio, pois para a mãe de Madonna, uma mulher que vestia jeans era considerada vulgar e não merecia ser respeitada.

Lado A do Vinil

O álbum inovou ainda ao trazer em seu encarte um texto preventivo sobre a AIDS, pois Madonna sempre foi engajada na causa por ter perdido alguns amigos em face da doença.

Para a produção do disco, Madonna contou com os parceiros de longo tempo Patrick Leonard e Stephen Bray e também participa da produção o cantor Prince, que co-produziu e cantou a faixa “Love Song”.

Madonna dedicou o álbum à sua mãe, Madonna Fortin Ciccone.

Variando bastante entre lentas e pop dançante, as faixas são:

*LIKE A PRAYER*

Faixa-título do álbum, gerou uma grande polêmica, pois a PEPSI havia firmado um contrato de 5 milhões de dólares para Madonna aparecer em seus comerciais e também o patrocínio de sua próxima turnê. Após dois dias de exibição do comercial, a MTV lançou o videoclipe oficial da música, que mostra Madonna beijando um santo negro, estigmas e dançando entre cruzes pegando fogo. Imediatamente causou revolta na Igreja Católica, que ameaçou boicote a PEPSI, que pressionada, retirou o patrocínio. Pena pra eles... pois o single vendeu mais de 4 milhões de cópias, foi a música mais executada do ano e Madonna eleita a artista da década....

*EXPRESS YOURSELF*

Música dançante e contagiante, a letra fala da valorização da auto-estima da mulher, foi o 2º single do disco e muito bem sucedido, cujo videoclipe contou com uma mega produção, num orçamento de 2 milhões de dólares, sendo o vídeo mais caro da década de 80. Inspirado no filme “Metrópolis”, sugere a
inversão dos papeís entre homens e mulheres e a coreografia de Madonna na fábrica foi uma inspiração nos passos de Michael Jackson.

 
FICHA

  "Madonna - Like a Prayer"
Data de Lançamento:
1989
Faixas: 11 faixas
Duração: 49 minutos aprox.

Faixa a Faixa:
01. Like A Prayer (5:39)
02. Express Yourself (4:37)
03. Love Song (4:52)
04. Till Death Do Us Part (5:16)
05. Promise To Try (3:36)
06. Cherish (5:03)
07. Dear Jessie (4:20)
08. Oh Father (4:57)
09. Keep It Together (5:03)
10. Spanish Eyes (5:15)
11. Act Of Contrition (2:19)

Diretor de arte: Jeri Heiden
Fotografia: Herb Ritts
Design do logotipo: Margo Chase

Sintetizador e Vocal: Julia Tesan
Vocal: Nadirah Ali, Rose Banks, Lynne Fiddmont, Marcos Loya e Marilyn Martin
Backing Vocal: Niki Haris e Donna DeLory Sintetizador: Stephen Bray e Jai Winding
Coro: Andraé Crouch
Percusão: Luis Conte e Paulinho Da Costa
Guitarra: Dann Huff, Bruce Gairsch, Chester Kamen, Marcos Loya e David Williams
Bateria: Jonathan Moffett, John 'JR' Robinson e Jeff Porcaro
Tamborim: Sandra Crouch
Baixo: Guy Pratt e Randy "The Emperor" Jackson
Metais: Reverend Dave Boruff, Chuck Findley, Dick Hyde e Steve Madaio

Gravadora: Sire Records

 


Lado B do Vinil

*LOVE SONG*

Música de parceria com o Prince, é a primeira vez em que Madonna canta e fala em francês. O single não foi comercializado e considerado por muitos como o dueto “que não deu certo”, mas Madonna nega, alegando que é uma música maravilhosa.

*TILL DEATH DO US APART*

O ritmo dessa faixa é agitado embora a letra retrate um momento muito difícil vivido por Madonna, o seu divórcio com o ator Sean Penn, com que fora casada durante quatro anos num relacionamento conturbado, entre brigas, ofensas e até agressões físicas.

*PROMISE TO TRY*

Canção lenta e melancólica onde Madonna fala sobre sua mãe, que faleceu quando ela tinha apenas seis anos de idade e a luta para ser forte e continuar mesmo com essa perda enorme.

*CHERISH*

Excelente música que Madonna não pensou duas vezes para lançá-la como single, pois é simples, meiga e empolgante. Outro desejo pessoal de Madonna que está expresso na letra, a vontade de encontrar o verdadeiro amor e cultivar para que ele dure para sempre. O vídeo é uma verdadeira obra-prima, filmado em preto e branco, nos mostra uma praia onde o mar está cheio de “sereios”, um deles, o garotinho-sereio brinca quase o vídeo inteiro com Madonna, que esbanja sensualidade ao desfilar pela areia.

*DEAR JESSIE*

Essa faixa foi composta para homenagear Jessie, filha do produtor Patrick Leonard, nos levando a uma viagem nos contos de fada e foi lançada como single somente na Europa, obtendo um sucesso considerável por lá. O vídeoclipe, raríssimo, foi filmado em desenho animado, com a fadinha Madonna realizando todos os sonhos da garotinha Jessie.

*OH FATHER*

Outro momento bem íntimo da cantora é essa canção forte sobre o
relacionamento com seu pai, Tony Ciccone, que criou seus filhos de maneira rígida e autoritária. Na verdade a letra é um desabafo, onde Madonna expõe que um dia poderá olhar para o passado ela seja capaz de entender que a forma que seu pai agiu não foi para magoá-la e talvez para protegê-la, pois não é fácil para um pai de família perder a figura feminina dentro de casa e com isso não soube como agir na criação dos filhos. Por sua linguagem pesada e melancólica e um videoclipe autobiográfico (a perda da mãe, um pai ausente e um marido violento), o single acabou não fazendo sucesso.

*KEEP IT TOGETHER*

Animação total por aqui com uma influência de hip-hop, falando sobre o verdadeiro valor da família, que sempre deixam as portas abertas pra qualquer necessidade que possa surgir. Embora não foi filmado um videoclipe para divulgação, o single foi muito bem sucedido nos Estados Unidos, só o ritmo e alto astral conseguiram segurar o tranco.

*SPANISH EYES*

Belíssimaaaa lenta que arrepia só de pensar na melodia. Com um vocal bem trabalhado e inflûencia espanhola, somente foi lançada em rádios da Espanha e América do Sul e muito executada até os dias de hoje em rádios brasileiras, onde fez um estrondoso sucesso. A letra é triste, fala sobre a dor de uma perda, fazendo todos nos identificarmos, pois quem nunca
vivenciou algo parecido?

*ACT OF CONTRITION*

Também co-produzida pelo Prince, a última faixa do disco é uma versão de “Like a Prayer” tocada ao contrário e seus versos dizem sobre arrependimento e evitar as tentações do mal.

Com novos visuais nos videoclipes, músicas bem trabalhadas e uma pitada de polêmicas, o disco atingiu o primeiro lugar em mais de 30 países, alcançando sucesso absoluto de público e crítica. Nota 10!!!

Carlos Simões