Notorious

Pop Will Eat Itself ‎– This Is The Day...This Is The Hour...This Is This!

Pop Will EatItself (PWEI) é um grupo que surgiu no começo dos anos 80 na cidade de Stourbridge (perto de Birmigham, Inglaterra).
Antes de adotarem o nome “curioso” que foi extraído de um artigo da revista New Musical Express (NME) e que significa “o pop irá comer a si mesmo”, a banda fazia apresentações pequenas, mas com outro nome.

FICHA

"Pop Will Eat Itself ‎– This Is The Day...This Is The Hour...This Is This!"
Data de Lançamento:
1989
Faixas: 14 faixas
Duração: 50 minutos aprox.
Estilo: Eletrônico

Faixa a Faixa:

Lado A
01. PWEI Is A Four Letter Word - 1:12
02. Preaching To The Perverted - 4:16
03. Wise Up Sucker! - 3:17
04. Sixteen Different Flavors Of Hell - 2:03
05. Inject Me - 4:31
06. Can U Dig It? - 4:32
07. The Fuses Have Been Lit - 4:02


Lado B
01. Poison To The Mind - 0:58
02. Def.Con.One - 4:39
03. Radio PWEI - 4:17
04. Shortwave Transmission ... - 1:02
05. Satellite Ecstatica - 4:37
06. Not Now James, We're Busy - 3:08
07. Wake Up! Time To Die... - 7:21


Arte: The Designerstar Republica
Produtores: Flood, Robert Gordon Andy Cox, David Steele Mark Dodson, Mr. X & Mr. Y
Escrito por – Vestan Pance


Gravadora: RCA ‎


Além do nome singular, a banda possui outras peculiaridades. O PWEI foi responsável pela criação do movimento “grebo” que influenciou alguns conjuntos na época como Jesus Jones e The Hunters Club.

Esse termo foi criado pelos próprios integrantes para definir o estilo da banda: mistura de rock, hip hop, industrial, punk etc (e o que mais viesse na mente) junto com samplers (vários por sinal) e aparece em algumas canções ("Oh Grebo I Think I Love You” e "Grebo Guru”).

“Grebo” também diz respeito ao visual que incluía dreadlocks em cabeças parcialmente raspadas, jaquetas de couro, peças do exército, calçasbaggy ou bermudas coloridas.
Com a visibilidade do movimento na Inglaterra, o PWEI conseguiu um contrato com a gravadora RCA para lançar seu segundo disco. O primeiro álbum do grupo se chama “Box Frenzy” e foi lançado em 1987, mas foi com o segundo trabalho “ThisIstheDay...ThisIsthe Hour...ThisIsThis!”que ganharam mercado e maior notoriedade.
“This Is the Day...This Is the Hour...This Is This!” chegouàslojasemmaio de 1989.Esse material contou com a produção de Andy Cox, David Steele e do estimado produtor Flood.
Floodé considerado responsável por vários sucessos de bandas como DepecheMode, U2, Nine InchNails etc.


Após seu lançamento, o disco permaneceu na 24ª posição por duas semanas na lista da UK Charts. Na Billboard, ocupou a 169ª posição por durante seis semanas.
Das várias canções presentes no segundo material, “Can U Dig It?” e “WiseUp” Sucker permaneceram no Top 40 hits por um bom tempo.

Uma arca de Noé de estilos, assim foi chamada a banda Pop Will Eat Itself em muitos lugares. Eles pegaram músicas e efeitos eletrônicos, uma infinidade de samples, hip hop, frases de filmes que fizeram sucesso nos anos 80, muitas vezes com guitarras ao estilo rock somado ao estilo Acid e assim por diante. Pop Will Eat Itself, conhecida carinhosamente por PWEI (ainda bem, pois o nome da Banda é gigantesco).

PWEI por ser a famosa arca de Noé dos estilos, deu preferência em seguir algumas bandas na maioria de suas músicas. Algumas bandas de referência são: Buzzcocks, Beastie Boys e Sigue Sigue Sputnik. Inclusive o PWEI fez uma versão de Love Missile F1-11, que na minha opinião – (Vanderlei), achei muito ruim. Pior que essa, só Billy Idol com a versão de Don’t You Forget About Me do Simple Minds. Uma frase muito usada nos anos 80 “Cada macaco no seu galho”. Na minha opinião, nestes dois casos não tem como melhorar, Love Missile F1-11 será sempre lembrada por Sigue Sigue, assim como Don’t You é impossível não lembrar do Simple Minds. ;)

PWEI teve uma legião de fãs e admiradores, mesmo que por um curto período de sucesso. As pessoas que compravam seus discos nos anos 80 era desde os pós punks aos mais nerds com seus relógios calculadora. Vale ressaltar onde citei curto período de “sucesso”, pois a banda até hoje lança álbuns e fazem alguns shows. Inclusive lançou no final de novembro de 2013 um álbum em vinil 12 polegadas.

Vamos agora para algumas músicas do PWEI do álbum “This is the Day... This is the Hour... This is This!” Uma observação que veremos a seguir é que além dos diversos samples, as músicas desse álbum já vem com um tipo de “virada” entre a música anterior e a próxima, por exemplo o caso da segunda música do álbum "Preaching To The Perverted" com a terceira "Wise Up Sucker" e assim por diante. Um prato cheio para quem gosta de PWEI mas algo que deve ter irritado muita gente nos anos 80 quando grava o vinil em sua fita K-7 entre o REC e o PAUSE. Rsrsrs. Além de ser comum ouvirmos em música o nome de outra música do álbum.

"Wise Up Sucker" - Essa música já vale um breve comentário só pela capa de seu single, que é o rosto do personagem enigmático chamado “Gaff” (Edward James Olmos ), do filme Blade Runner.
Sample: A bateria é “sampleada” da música Funky Drummer do James Brown de um álbum de 1970.

"Can U Dig It?" – Essa música é uma referência de um dos melhores, quiçá o melhor filme sobre Gangues já feito até hoje – “The Warriors” (Os Selvagens da Noite, título no Brasil). Esse filme teve tanta referência no Brasil, que foi a partir dele que as gangues punk do final de 70 para os anos 80 se basearam neste filme. Documentado inclusive por punks da época: Clemente (Inocentes e Plebe Rude) ex- Carolina Punk do Bairro do Limão, Fabio (Olho Seco), Betinho (Ratos de Porão), Garotos Podres, enfim... Esse é um filme de 1979 que fez muito sucesso nos anos 80 e recomendo a todos assistirem.

“Can U Dig It?” é a frase utilizada no filme por Cyrus, que era o líder de maior e melhor gangue, onde em discurso para todas as gangues da cidade utiliza essa frase.

Sample: "Let's get down to it boppers" é tirado da trilha do filme The Warriors, a música é Ozone Breakdown do Renegade Soundwave.

A frase “We like the music, we like the disco sound...hey!” - É da música de uma banda Disco dos anos 70 chamada “Belle Epoque”. Uma pequena curiosidade: Existiu uma balada em São Paulo chamada Gitana no começo dos anos 2000 que na sua abertura era esse sample junto com “Sing It Back” da banda Moloko. Basicamente a versão posterior de "We Like That Disco Sound - Laidback Luke" mais voltada ao eletrônico que tocava na Nation.

A música também cita “Riff’s” que era uma das gangues do filme Warriors

No começo da música, a bateria foi “sampleada” da música “We Care a Lot” do Faith No More de 1985.
"We dig Optimus Prime and not Galvetron". Falou Optimus Prime, lembra Transformes, que lembra a capa do Sigue Sigue Sputnik e assim vai... rsrs

Def Con One – Essa é uma outra música muito boa do PWEI que já começa nos primeiros segundos com uma “sampeada” da música "Hungry Heart" do Bruce Springsteen.
I Wanna Be Your Dog por The Stooges (1969)
Crazy Horses por The Osmonds (1972)
Funkytown por Lipps, Inc. (1979)
Etrange No. 3 (The Twilight Zone Theme "Além da Imaginação") por Marius Constant (1960)

Radio P.W.I.E – Essa música é mais voltada ao estilo hip hop, porem usaram sammples de grandes nomes dos anos 80 como Frankie Goes e Tears for Fears.
I Can't Live Without My Radio por LL Cool J (1985)
Two Tribes por Frankie Goes to Hollywood (1984)
Shout por Tears for Fears (1985)
It Takes Two por Rob Base & DJ E-Z Rock (1988)
It's a Man's Man's Man's World por James Brown (1966)

Curiosidade: It Takes Two por Rob Base & DJ E-Z Rock é usada até os dias de hoje em diversos estilos que vão do rap até recentemente em um evento Techno em Ibiza que foi transmitida ao vivo pela BBC.

Wake Up, Time To Die – Nem precisamos falar que “Time To Die” foi uma referência mais uma vez ao filme Blade Runner dessa Banda. ;)

Citamos a seguir uma lista de samples do PWEI que tem já tem no site do Autobahn:

O sample "Right now!" é tirado do álbum do The Creatures - Right Now

"Let's get down to it boppers" é tirado da trilha do filme The
Warriors, a música é Ozone Breakdown do Renegade Soundwave

"Confidence is high, repeat, confidence is high." - filme Jogos de Guerra.

O som de fundo do começo é da música Dancing in the Street um soul antigo.

Na versao 12" a batida é inteirinha sampleada Bomb the Bass - Beat Dis
Uma parte (por volta dos 4 minutos) é também sampleada de outra música do Bomb the Bass.

A parte musical após o refrão é sampleada de Funky Town na versao do Pseudo Echo.

"How sick is Dick, how gone is Ron?" manchete de um jornal

A capa do 12" e a frase "Whatchmen" são tirados de um gibi de mesmo nome.

"To the left, To the right y'all" - Run DMC

A base de piano de uma parte da musica é tirada da I wanna be your Dog
do Iggy Pop e Stooges.

"What's the time?" é tirada dos Beastie Boys, Time to get Ill.

"We're at Def Con One" filme Jogos de Guerra.

"You're travelling to another dimension
A dimension not only of sight and sound but of mind
Your next stop...the Twilight Zone" - série de TV - Além da Imaginação

É verdade dizer que PWEI “sampleou” várias músicas, mas se formos fazer uma pesquisa mais apurada, encontraremos isso em várias bandas bem mais famosas. O interessante é que PWEI sempre fez questão de assumir essas coisas e sempre com um estilo diferente e até lisérgico em algumas de suas músicas. Seu estilo diferenciado fez dessa banda ter uma história importante nos anos 80 e que pode agradar as pessoas dos mais diversos gostos musicas. Que vão do Disco 70 ao hip hop e até mesmo o eletrônico. De pessoas que gostam de Big Audio Dynamite ao Living Colour, que vai de James Brown ao Beastie Boys, do Bomb The Bass ao Buzzcocks.

O álbum This is the Day... This is the Hour... This is This! do Pop Will Eat Itself, com certeza é um álbum para se guardar e recordar, pois fez parte da história musical dos anos 80! Já dizia o Mestre Cyrus: "Can U Dig It?" rsrsrs

 

 

Taccy Mikulski e Vanderlei Schiavolin