Notorious
Section 25 - From the Hip

 


A banda Section 25

LP From the Hip

Nem preciso dizer que esse é o melhor álbum da banda!

Foi com o lançamento de FROM THE HIP, em 1983, que Section 25 voltou ao auge, recuperando assim seu lugar entre os melhores. Esse álbum foi a estréia da fase eletrônica da banda. 

Com certeza o que explica muito bem o sucesso de From the Hip, é o fato de ter sido produzido por ninguém menos do que BERNARD SUMNER, vocalista do New Order. Afinal de contas o cara é um Deus, tudo o que ele toca vira ouro, rs. Portanto, a qualidade do álbum é indiscutível, Section 25 não poderia ter emergido de maneira melhor no cenário eletrônico!

FICHA

"Section 25 - From th Hip "
Data de Lançamento:
1984
Número de Faixas: 8
Estilo: Synth-pop
Tempo Aproximado: 39 minutos

Faixa-a-Faixa:

01. The Process 5:22
02. Looking From A Hilltop 4:22
03. Reflection 4:41
04. Prepare To Live 3:33
05. Program For Light 4:04
06. Desert 3:18
07. Beneath The Blade 4:16
08. Inspiration 8:11

Capa - Matt Mahurin
Engenheiro de Som - Judy Kirschner , Oz Fritz , Robbie Norris
Guitarras [Adicionais] - Artie Smith , Robert Musso
Masterizado - Howie Weinberg
Mixado - Jason Corsaro, Robert Musso
Produção - Bernard Sumner (New Order) e Bill Laswell (tracks: A1 to A6, B2 to B5)
Gravação por - Robert Musso
Produtores Assistentes - Gary "Mudbone" Cooper* , Kim White, Mark Sidgwick , Nicky Skopelitis , Rachel McBeth

Gravadora - Factory

Muito mais sofisticado do que os álbuns anteriores, a junção do vocal leve, das letras de conteúdo e dos sintetizadores deixa o trabalho suave e ao mesmo tempo forte, dando muito mais peso para o álbum como um todo. Ou seja, tudo o que uma boa banda de synthpop deve ter.

Com esse novo trabalho eles tinham a intenção de atingir um público maior, já que normalmente eram seguidos por um grupo selecionado de fãs. Mas de acordo com os integrantes isso não faria com que o repertório perdesse o conteúdo. E realmente não perdeu. From the Hip causou um impacto tão grande que foi licenciado em oito países, incluindo Japão, Canadá e EUA.


Single "Looking From a Hilltop"

As músicas de maior destaque do álbum são The Process, Looking From a Hilltop, Reflection e, é claro, Inspiration. Outra excelente é a Program for Light, lembra bem o estio experimental do Kraftwerk.

Eu ainda acho que The Process lembra um pouco o Joy Division, embora nessa fase o Section 25 tenha desistido de vez de ser uma cópia deles e seguido mais a linha do New Order. Mas, se é parecido com o Joy, então só pode ser muito bom, rs. Nunca parei para analisar, mas não sei por que The Process me lembra Atmosphere do Joy.

Com certeza a música de maior sucesso é a Inspiration. É natural que outras músicas do álbum nos façam lembrar de muitas outras bandas de synthpop, afinal trata-se do mesmo estilo e portanto todas tem muitos traços em comum. Mas Inspiration é única, não há nenhum trabalho de nenhuma outra banda que seja parecido com isso. É melancólica e romântica, e o uso dos sintetizadores é espetacular! Simplesmente perfeita! Como o próprio Vin Cassidy disse, eles “tocaram com a alma” e essa música é a que melhor exprime isso.

Para completar, a capa de From the Hip foi feita por Peter Saville. Dizem que Peter escolheu equipamentos de alta tecnologia de escalada para simbolizar o avançado uso de elementos eletrônicos no novo álbum da banda, e a paisagem servia para mostrar que os elementos acústicos ainda estavam presentes. Os integrantes da banda reclamaram dizendo que a capa parecia um anúncio para equipamento de escalada.

 


Natascha Coelho