Notorious

Stray Cats - Stray Cats

O primeiro disco do Stray cats, que leva o mesmo nome da banda, foi lançado em 1981 pela Artista Records (selo da RCA) e produzido por Dave Edmunds. Artista Records trabalhou com artistas como Alan Parsons Project, A Flock of Seagulls, Air Supply e Ace of Base.

FICHA

"Stray Cats - Stray Cats"
Data de Lançamento:
1981
Faixas: 12 faixas
Duração: 37 minutos aprox.
Estilo: Rockabilly

Faixa a Faixa:

Lado A
01. Runaway Boys - 2:59
02. Fishnet Stockings - 2:24
03. Ubangi Stomp - 3:10
04. Jeanie, Jeanie, Jeanie - 2:17
05. Storm The Embassy - 4:06
06. Rock This Town - 3:24

Lado B
01. Rumble In Brighton - 3:11
02. Stray Cat Strut - 3:14
03. Crawl Up And Die - 3:11
04. Double Talkin' Baby - 3:02
05. My One Desire - 2:55
06. Wild Saxaphone - 3:00


Co-produção: Stray Cats
Integrantes: Brian Setzer, Lee Rocker e Slim Jim Phantom
Produtores: Brian Setzer e Dave Edmunds
Saxofone: Gary Barnacle


Gravadora: Arista ‎

Embora não tenha entrado nas paradas americanas, entrou nas paradas britânicas, onde permaneceu por 22 semanas alcançando excelente posição, o 6º lugar.

Apesar de ser americana (de Nova York), a banda nunca alcançou esse sucesso por lá. Mesmo assim podemos perceber nitidamente a influência do rock americano dos anos 50, com uma pegada Rockabilly bem forte. E essa influência não se dá apenas pelo fato de se tratar de uma banda americana. Mas também por ter seu álbum produzido por Dave Edmunds. Edmunds, conhecido como um entusiasta das raízes do rock, produziu artistas como Paul McCartney, Thunderbirds e Status Quo.

Brian Setzer, guitarrista e vocalista, deixa bem clara a admiração por artistas como Elvis, Eddie Cochran, Gene Vincent e Bill Haley & His Comets. Mas sem dúvidas uma maior referência sempre foi Elvis. Por ser o primeiro, esse é o álbum que melhor nos mostra isso.

Todas as faixas são muito boas, mas minhas preferidas são "Rock This Town" (provavelmente a mais conhecida) e "Stray Cat Strut". Acho que as faixas que mais apresentam os típicos traços de Rockabilly são "Fishnet Stockings", "Storm the Embassy" e "Crawl Up and Die", principalmente a primeira das três. Mais Elvis do que essas... impossível, rs.


Bem produzido e muito bem desenvolvido (afinal, qualquer produto que conta com a presença de Setzer só pode ser espetacular, rs) o álbum é perfeito para os exigentes amantes do Rock, de qualquer geração.

 


Patricia Lopes e Natascha Coelho