Notorious
Cyndi Lauper - True Colors

Contra Capa do CD de True Colors

    Primeiramente gostaria de expressar - com todas as palavras - a alegria que senti ao receber a solicitação para escrever esta matéria sobre Cyndi Lauper e seu maravilhoso Álbum – True Colors; pois para mim Cyndi era mais que só uma musa pop, posso até confessar meus amigos, que em minha adolescência ela foi meu sonho de consumo.

Cyndi teve um grande reconhecimento e repercussão com seu álbum de estréia, há uma matéria completa descrevendo ‘She’s So Unusual’ nesta mesma seção, porém muito mais ainda estava por vir.


Lado A

A sequência da carreira de Cyndi não poderia ser diferente, em 1986 nossa queridinha lança True Colors, álbum que mostrou uma Cyndi Lauper mais madura, porém ainda em fase de mutação. Em Trus Colors Cyndi somou seu talento à participação na produção do álbum e nos arranjos.

True Colors foi seu 1º hit em 1986 e alcançou o 1º lugar nos EUA, a excelente Change of Heart ficou em 3º na Billboard. True Colors alcançou o 1º lugar no Brasil e na Austrália e 3º nos EUA. O álbum ainda trazia uma fantástica regravação de Marvin Gaye que alcançou o 12º na Billboard.

Como há muito para ser dito ainda, vamos conhecer um pouco sobre as 10 faixas que compõem True Colors:

FAIXA - A - FAIXA

1º  Change of Heart

Na primeira faixa do álbum Cyndi já vem com tudo, Change of Heart é dançante, totalmente pop, mas também apresenta uma Cyndi cantando de forma mais série, com mais profundidade, isso sem falar no vídeo da música, cheio de cores e energia, bem típico:
Quem não se sentiu contagiado pelo refrão:

Waiting for your change of heart
It just takes a beat
To turn it around
Yes I'm waiting for your change of heart
At the edge of my seat
Please turn it around


Lado B
FICHA

"Cyndi Lauper - True Colors"
Data de Lançamento:
1986
Número de Faixas: 10
Tempo Aproximado: 40 min

Faixa-a-Faixa:

01. Change Of Heart 4:24
02. Maybe He'll Know 4:24
03. Boy Blue 4:45
04. True Colors 3:46
05. Calm Inside The Storm 3:54
06. What's Going On 4:38
07. Iko Iko 2:10
08. The Faraway Nearby 2:59
09. 911 3:15
10. One Track Mind 3:39

Arranjos - Cyndi Lauper , Jeff Bova, Jimmy Bralower, Lennie Petze, Peter Wood
Baixo - Neil Jason
Bateria - Jimmy Bralower
Engenheiro [Assistente] - Dave O'Donnell, Jon Goldberger, Tim Kramer
Engenheiro, Mixado por - Brian McGee
Produção Executiva - David Wolff
Guitarra - John McCurry
Teclados - Jeff Bova, Peter Wood
Masterizado por - George Marino
Produção - Cyndi Lauper , Lennie Petze
Vocais - Cyndi Lauper

Gravadora: Epic (Brasil)

2º  Maybe He’ll Know

Esta faixa foge bastante talvez do padrão Cyndi Lauper ao qual o público se acostumou, soa mais como um 50’Rock, pela sua levada, pela forma de cantar, e pela letra simples e ingênua de certa forma, esta faixa também conta com a participação de nada mais nada menos que Billy Joel.

Oh oh, oh oh, oh oh
Maybe he'll know
I'm not so sure
Maybe he'll know, well
Maybe he'll be my cure


3º  Boy Blue
Para quem ouve Boy Blue, é inevitável deixar de sentir o espírito oitentista da composição, sua cadência tem toda relação com a década em questão, basta uma ouvida mais atenta para entender.Notamos em Boy Blue também uma Cyndi mais madura, mais séria em sua interpretação e forma de cantar.

Tell me where is a little boy blue
you'll find him standing always
one step ahead
fast alittle, shy alittle, boy blue
wise blood runs warm and deep
on the street


4º  True Colors

Eis que chegamos à faixa título do CD, quando ninguém conhecia ainda o álbum, e tinha em mente aquela imagem explosiva da Cyndi, esta música pode ter sido um tanto surpreendente, poderia se imaginar qualquer coisa, menos uma balada cantada por Cyndi de uma forma tão tocante. Digamos que, muitos apaixonados dos 80 e dos dias atuais ainda suspiram com True Colors.
Vamos curtir um pouquinho o refrão:

But I see your true colors
Shining through
I see your true colors
And that's why I love you
So don't be afraid to let them show
Your true colors
True colors are beautiful,
Like a rainbow

5º  Calm Inside the Storm

Outra faixa com puro espírito oitentista, os sintetizadores de início já nos transportam através de uma viagem no tempo. A música em si segue uma linha bem Cyndi Lauper em seu momento de transição, os arranjos são bem elaborados e o sintetizador está presente por toda a faixa, a letra traz aquela idéia romântica, de quem está vivendo uma paixão intensa, em minha opinião é uma boa música, mas sem a energia de Change of Heart e sem o apelo de True Colors.

'n lately
you seem so far away
I wish I could say something
but I don't know what to say
I can feel your eyes
I don't have to look at you
boy, discontentment
is-a-sneaking' through



Capa do single de "True Colors"

6º  What’s Going on

A faixa apresenta um lindo arranjo, com Cyndi mostrando todo seu talento de interpretação, cantando de forma muito inspirada esta regravação de Marvin Gaye. Podemos notar aqui, pelo espírito da música em si, que Cyndi estava buscando horizontes mais amplos.

mother mother
theres too many of you crying
brother brother brother
theres far too many of you dying
you know you've got to find a way
to bring some lovin here today


Contra capa do single de "True Colors"




7º  Iko Iko

A Faixa Iko Iko poderia soar tudo, até mesmo alguma música experimental de Paul Simon, menos Cyndi Lauper. Com uma

levada que nos recorda um pouco os ritmos africanos,  tem até uma letrinha engraçadinha e que soa até meio folclórica. Também não é para menos, a música foi composta em New Orleans em 1953, e foi regravada inúmeras vezes incluindo Cyndi na lista. Veja abaixo um trecho da letra, escrita como deve ser cantada supostamente:
My grand-ma and your grand-ma were

sit-tin' by the fire - My grandma told

your grand-ma, :"I'm gonna set your flag on fire." -

Chorus:

Talk-in' 'bout, Hey now! Hey now! I-KO, I'KO, un day,

Jock-a-mo fee-no ai na-ne. - Jock-a-mo fee---na-ne. -


Capa do Single de "Change of Heart"

8º  The Faraway Nearby

Esta faixa também soa diferente, é só ouvi-la para comprovar. Talvez aqui Cyndi não estivesse se preocupando tanto com a resposta comercial do álbum, e sim com sua vontade de expor suas canções e seu talento de forma bem natural.

Out in the faraway nearby
can you hear me call
out in the faraway nearby
I'm breaking down the walls
till you're here to stay
out from the faraway



9º  911

911 é o nº para chamadas de emergência nos EUA, nesta faixa de letra bem simples e divertida Cyndi narra uma situação atípica de um casal composto por opostos, mas que em muito se atraem, vejamos um pequeno trecho da letra abaixo:

Oh I like mornings, he likes the moon
it's a typical case of too late, too soon


10º  One Track Mind

Chegamos à última faixa do álbum One Track Mind é uma música que nos traz várias nuances: espírito oitentista, trechos que parecem experiementais, backing vocals interessantes, teclados viajantes, guitarra estranha e diferente. Enfim, não é um hit pop, mas certamente é uma faixa que não fecha o álbum sem ser notada.
Ah, ah
ah, ah

(got a one track mind)

Something's happening
I want everything
...what does the moment bring
I want it now
(got a one track mind)
I want it, I need it
(got a one track mind)
I really think so

Gostaria de listar aqui, a equipe e convidados que participaram de True Colors.


Contra Capa do single de "Change of Heart"
  • Cyndi Lauper – vocais, backing vocal e emuladores.
  • Adrian Belew - guitarra
  • Jeff Bova - teclado
  • Jimmy Bralower – percussão e bateria
  • Angela Clemmons-Patrick – backing vocal   
  • Rick Derringer - guitarra
  • Anton Fig - bateria
  • Jon Goldberger – efeitos de som
  • Ellie Greenwich – backing vocal   
  • Pee Wee Herman – operador convidado em "911"
  • Robert Holmes - guitarra
  • Neil Jason - baixo
  • Billy Joel – canta em  "Maybe He'll Know"
  • Aimee Mann – vocal
  • John McCurry - guitarra
  • Lennie Petze – percussão, backing vocals  
  • Nile Rodgers - guitarra
  • Peter Wood – sintetizador e teclados.

Meus amigos, True Colors é com certeza um álbum único, não vendeu tanto como She’s So Unusual, mas nem por isso podemos classificá-los como mais ‘fraco’ ou ‘pior’. É um grande álbum, pode ter sido o último grande sucesso comercial de Cyndi Lauper, mas com certeza anunciou o início de um caminho paralelo trilhado por nossa musa, não dando tanta atenção ao pop, porém primando por impor seu talento naturalmente através de sua música.

 

 

Ivan Guilherme Beneri