Notorious

Technotronic - Pump Up The Jam


Contra Capa do CD de Pump The Jam

Technotronic foi um grupo formado na Bélgica por Jo Bogaert em 1988, juntamente com Mc Eric e a genial vocalista Ya Kid K e arrebentaram em todas as pistas de dança do mundo entre o final dos anos 80 e o comecinho dos anos 90.

O estilo era único e inconfundível, misturando house music e elementos do hip-hop, gerando o termo “hip-house”, abrindo portas para vários grupos do gênero. feminino Company B.

Capa do single de Pump The Jam

O começo de tudo foi a produção do single “Technotronic”, que na verdade é a versão instrumental de “Pump Up The Jam”, que após obter sucesso regional foi rebatizada com a letra e vocal da Ya Kid K. Fizeram o lançamento do disco em 28 de novembro de 1989 e se tornou um inesperado fenômeno mundial, vendendo mais de 10 milhões de cópias.

Logo no lançamento do disco o grupo gerou uma polêmica: no videoclipe da música “Pump Up The Jam”, quem aparece cantando é a modelo africana Felly (a mesma da foto da capa do disco), porém a modelo apenas dublou a voz da Ya Kid K, algo bem à la “Milli Vanilli”, mas imediatamente o fato foi descoberto por fãs, que desconheciam o fato da modelo ter comparecido aos estúdios de gravação e ela sequer falava uma palavra em inglês (!!!!).

O líder da banda Jo Bogaert justificou que usou essa estratégia para que a banda tivesse “uma imagem” forte no mercado fonográfico, já que a verdadeira cantora Ya Kid não era fotogênica e ainda estava na escola, não poderia fazer acompanhar os shows da banda.

O grupo sanou o problema relançando o disco com a foto da Ya Kid e no lançamento do próximo single “Get Up”, onde assumia no vídeo o verdadeiro vocal da Ya Kid, com a modelo Felly apenas dançando no fundo do vídeo. Foi outro estrondoso sucesso mundial e logo em seguida a modelo deixou o grupo e foi seguir uma curta e fracassada carreira solo...

FICHA

"Technotronic - Pump Up The Jam"
Data de Lançamento:
1989
Faixas: 10 faixas
Duração: 55 minutos aprox.

Faixa a Faixa:
01.
Pump Up The Jam - 5:22
02. Get Up (Before The Night Is Over) - 5:37
03. Tough - 4:26
04. Take It Slow - 5:05
05. Come On - 3:11
06. This Beat Is Technotronic - 5:27
07. Move This - 5:22
08. Come Back - 4:54
09. Rockin' Over The Beat - 5:48
10. Raw - 4:48
11. Wave - 4:18
12. String - 2:55

Gravadora: On The Beat


Capa do CD

Mesmo com toda a polêmica, o grupo não deixava de fazer sucesso, eles estavam escalados para apresentações de programas de TV de maior audiência nos Estados Unidos como “Saturday Night Live” e “Arsênio Hall”, além de abrirem vários shows da turnê “Blond Ambition” da Madonna (que honra!!!)

O álbum é uma verdadeira obra-prima, mesclando ritmos de acid house, eletrônica, dance-pop e new beat, vamos a um breve comentário das faixas....

PUMP UP THE JAM

Faixa de abertura que alcançou o topo das paradas e hit obrigatório para qualquer danceteria da época. Uma curiosidade é que a faixa foi toda produzida pelo rei do new beat Patrick de Meyer, ele fez os arranjos, teclados, os synthies, dinheiro, enfim tudo, porém não acreditava que a música fosse fazer sucesso e permitiu que Jo Bogaert ficasse com o crédito sozinho, mas como o single estorou e Patrick não é nada bobo, entrou numa batalha judicial e venceu, hoje ele é o proprietário dos direitos da song.

Aqui no Brasil foi uma música revolucionária, foi a partir dela que se criou o estilo “poperô” (por causa do refrão “pump it up”), dance music conhecidas como “bate-estacas”.

GET UP (BEFORE THE NIGHT IS OVER)

Segundo single e não foi diferente em relação ao sucesso do antecessor. Agora já é público quem canta é a desencanada Ya Kid K, que com seu estilo“moleque de rua” conquistou centenas de fãs.

TOUGH

Música que lembra facilmente o hit “Beat Dis” do Bomb The Bass misturado com Russian Roulette do Zinno, com batidas empolgantes e vários efeitos sonoros.

TAKE IT SLOW

Música com pegada mais “hip-hop”, com uma base e vocal bem parecidos com a música “Buffalo Stance” da Neneh Cherry.

COME ON

Essa faixa é bem eletrônica, bem com o pé nos anos 90, quase não é cantada, ideal para quem curte somente batidas.

THIS BEAT IS TECHNOTRONIC

Terceira música de trabalho, a base é praticamente a mesma de “Pump Up The Jam”, talvez por esse motivo a música fez tanto sucesso.

MOVE THIS

Uma das melhores do álbum, é uma canção envolvente. Cada vez mais o estilo da cantora Ya Kid K vai se propagando pelo mundo. No vídeo ela está bem descontraída, com roupas largas e o pessoal curtindo os passinhos.

COME BACK

Música que com certeza foi inspiradora do hit “Everybody Dance Now” do C&C Music Factory, batidas de fundo muito parecidas...

ROCKIN’ OVER THE BEAT

Outro single que possui duas versões criativas de videoclipes. Sucesso nas rádios, a base é praticamente a mesma de “Move This”.

RAW

Ritmo totalmente acid house.

WAVE

Patrick de Meyer com certeza teve influências de Kraftwerk ao produzir essa faixa. As batidas lembram muito a canção “Music Non Stop”.

BLUESTRING

É a faixa que mais tem a “cara pop” do álbum, os sintetizadores usados são muito parecidos com músicas do Pet Shop Boys.

Definitivamente, “Pump Up The Jam” é um álbum de grande importância para o cenário musical e danceterias nos anos 80.



Carlos Simões